Breaking

Literatura | Contos | A professora de Letras .

Marly é formada em letras e leciona na faculdade de sua cidade tem muitos alunos e muitos amigos, mas também alguns inimigos dentre eles um aluno rebelde que se impõe a todos que se intimidam com ele, Marly é umas poucas que não se deixa ser imposta pelo jovem, este jura matar a professora se não lhe der notas boas, porém ele não faz o mínimo esforço para isto nem disciplina tem. A professora diz estude e conquiste notas boas assim as terá, não é justo que lhe dê notas só por medo seus colegas estudam se esforçam faça o mesmo. O jovem é Leandro tem 21 anos de classe média alta e só anda com uma turma do mal. Os colegas se sentem ameaçados por ele e sempre fazem as coisas que ele quer, um deles Arinos está cansado e quer colocar um basta na situação, estava estudando um meio de se livrar das ameaças do jovem colega. Depois de uma cansativa prova de química Arinos vai ao banheiro e surpreendido por Leandro quando volta, este lhe aperta contra a parede e quer que ele dê um susto na professora Marly que será na próxima aula, Arinos diz seu covarde nem coragem tem depende de todos até mesmo para fazer o mal, eu não sou parceiro seu nem colega, me deixe em paz ou se arrependerá. Marly é agredida por Leandro o que deixa os alunos em desespero e faz com que mudanças sejam feitas. Arinos colhe provas contra o colega que comprometem o reitor da faculdade o que surpreende a todos.

A covardia de Leandro.

Na aula seguinte quando Marly entrou o jovem se levantou e começou a gritar para todos ouvirem quem tem medo desta professora de merda eu não tenho, a mulher calma pediu por favou pare ou se retire da aula, não é obrigado a ficar na sala pode ir estou mandando. Ele foi para o centro da sala e começou a fazer um strip e as meninas gritavam lindo, Marly deu um grito calem-se já pedi com educação para se retirar, mas você quer chamar atenção parabéns conseguiu, agora deu seu show pode sentar-se. Ela sem pensar na capacidade da maldade do jovem se virou e foi preparar o vídeo da aula, Leandro com um golpe certeiro acertou a cabeça da mulher que caiu desmaiada. Foi um percorre   os alunos pediram socorro, o jovem agressor pulou do segundo andar do prédio e ganhou as ruas, a professora foi levada ao hospital e fez uma tomografia que constatou um coágulo devido à forte pancada com contra o piso. Os pais de Leandro foram chamados e Leandro teve que comparecer a delegacia o hospital fez o boletim de ocorrência já que a faculdade se omitiu. Mas os pais pouco se importaram acharam que seu filho não fez por mal.

A volta de Marly a sala de aula.

Depois de um mês ausente Marly volta as aulas e para tristeza tem que ver Leandro fazendo suas maldades, neste dia Arinos estava decidido a pôr um fim nas crueldades do colega, na hora que foi prestar uma homenagem a professora Leandro se levantou cheio de moral depois de nada ter lhe acontecido e disse pode parar estou mandando, eu quem mandou nesta zona aqui. Arinos se preparou e continuou quando o jovem se aproximou ele deu uma gravata e o jogou no chão e deu lhe uma surra que foi preciso os outros lhe tirar para não matar o rapaz a socos e chutes bateu tanto que seus dedos das mãos sangraram tantos foram os socos. Nesta hora a polícia foi chamada pela faculdade o jovem agressor era pobre, não tinha dinheiro para manipular as pessoas. Ao ser ouvido Arinos contou toda verdade sobre Leandro e também mostrou umas filmagens que ninguém sabia que tinha feito onde mostrava o reitor comprando drogas de Leandro. Foi muita confusão e após fiança Arinos foi liberado.


A suspensão de Leandro e o afastamento do reitor.



Dois meses após toda confusão foi comprovado que havia mesmo um acordo do reitor com Leandro e sua turma onde eles tinham livre acesso para vender suas drogas e negociar dentro da faculdade com a autorização do reitor como seu cúmplice e com ganhos sobre as drogas vendidas, também foi constatado que o reitor e Leandro se aproveitavam quando as mulheres iam ao banheiro para filma-las e depois colocar seus vídeos na internet. O afastamento do reitor acabou com a quadrilha e alegria da galera do mal que Leandro liderava, descobriram na mochila uma arma em nome do reitor o que o prejudicou ainda mais, o jovem foi afastado por uns dias e teve que trabalhar 04 horas diárias por 06 meses na própria faculdade onde todos o viam lavando os banheiros e fazendo faxina. A família castigou o rapaz tirando sua gorda mesada ele teria que estudar para valer se quisesse a mordomia de antes, assim tudo voltou ao normal Marly pode dar suas aulas em paz.


Texto da escritora Luzia Couto. Direitos Autorais Reservados a autora. Proibida a cópia, colagem, reprodução de qualquer natureza ou divulgação em qualquer meio, do todo ou parte desta obra, sem autorização expressa da autora sob pena de violação das Leis Brasileiras e Internacionais de Proteção aos Direitos de Propriedade Intelectual.








Luzia Couto é autora do Romance "Uma prisão no paraíso", á venda nas livrarias Clube de Autores (Versão Impressa) e Amazon (Versão Digital)

Busque por Tag

. desejo ardente # você sabia #2016 #a discussão das frutas #a distancia #a família que fazia pães. #a professora da zona rural #a viagem de Vitor #açucar #adrielli #água #ajuda #ajuda. #alimentação #amor #amor criança. #amor em família #amor forte #amor que morre #amor# essencia #amor#saudade #amores. #Artigo #aventura #aventura # no # bosque #aventuras #aventuras. #beleza #beleza. #beleza.#curiosidades. #bicarbonato #boas festas. #brasileira #buquê #buquê de rosas#e crisântemos.# #cabelos #canção. #cereais #céu sem estrelas #chá caseiro #chuva. #comportamento #Compositora #conto #contos #contos. #contos#historias#romances#aventuras#ficção #contos#historias#romances#aventuras#informação #contos#historias#romances#aventuras#informação. #contos#historias#romances#aventuras#informação#ficção #coração sofredor #coração solitário #corações #culinaria #curiosidade #curiosidades #curiosidades. #curiosidaes #diante do sol #dica #dicas #dicas #curiosidades #dicas. #dicas#culinária #doce olhar #Doiscaminhos #entardecer. #escritoraluziacouto #estrada. #ficção #ficção. #flores #flores. #fogodas paixões #folhas #guerras e paz #historia #historias #homenagem #incertezas #incertezasrazões #infância #informação #insônia #jardim. #lembranças #liberdade #limão. #litaratura #literartura #literatura #livros #luziacouto. #maio #maquiagem #maquiagem. #Maranhão #Maria #Matéria #mensagem #mesmo que eu peça #milagre #mulher #mulher. #Música #natal #natureza #nobre coração #noite #noivas#maria #o homem que dizia não acrediatr em Deus #olhos #onde mora a saudade #os olhos apaixonados #papel alumínio #pedras no caminho #pensamentos #pensamentos2 #pensando #poema #poesia #pratos #prosa #receita #receitas #receitas #dicas#culinária #reflexão #romance #romance. #romances #romances. #romances.. #rosa #roxa # orvalhada #rosas #roseiras em aquarela #saudade #saúde #saúde.#contos. #sementes #sentimentos #sol #solidariedade. #sonhos #tempo. #terceira idade #terra #tipicos#Minas #truque #truques #truques. #uso #verão #versos #vida #vinagre #você sabia #você sabia. #Vulcão A saga do heróico povo brasileiro Alegria no porvir Alimento Alimentos Amigo fiel Amigos amor Amor de aço Amor de vida Aos nossos leitores arte avenida brasil bienal do livro em Aracaju Blogosferas BlogUpp BlogUpp the best of world Bravo sertanejo Brazil Tony Casanova Brazilian Literature careteira de habilitação Choro da liberdade cnh Conto Conto A mala de Juca Pitão crônica cultura Descrição da vida Dica Dicas para leitores Esperança Estória etiquetas sociais para redes sociais Falsidade Ficção formula formula do amor Humor Indicados Informações úteis Isabella literartura literatura Mãe é assim Melhor blogosfera Meninos de Aracajú Menopausa Milho Minha cor minha flor Minha princesa encantada novela das nove o que eles precisam saber sobre elas opinião Perfeita Plumas da alma poema no limiar da primavera poesia Poet of Sergipe Por quem chora a vela Prosa qual imagem voce deixa de si mesmo Rosa do desejo Selma Mendonça será? Sonhos largados Telenovela avenida brasil Tempo Texto texto tudo começa no primeiro gole Valdira Figueiredo Egoismo Verso vida Voto o quarto poder