Um dia de sol [Luzia Couto]

Manhãs de um belo dia de sol, que aquece e ilumina a terra inteira, com seus raios brilhantes, cor de ouro. Tudo fica mais bonito, os pássaros cantam alegremente nas árvores, as flores desabrocham parecendo sorrir, em agradecimento a mais um dia, as borboletas sobrevoam as flores, tornando-as mais belas ainda. O vento com seu prazer em balançar faz todas folhas mortas caírem ao chão, formando um lindo tapete multicor, enquanto os verdes galhos se balançam parecendo ser administrado por um maestro, refrescando tudo a sua volta num ato de generosidade da mãe natureza.
Nesta sinfonia dos pássaros, vento, galhos, e flores, as gotículas de orvalho que caíram na madrugada, deslizam sobre as folhas de galho, em galho até o chão, são apenas respingos, mas parecem ser lagrimas de agradecimento que as plantas devolvem a terra.
Quando tudo se faz harmonia na natureza , o sol brilha mais intenso, mostrando seu poder e nos dizendo que Deus ama toda sua criação. 
Texto escrito por Luzia Couto. Direitos Autorais Reservados a autora. Proibida a cópia, colagem, reprodução de qualquer natureza ou divulgação em qualquer meio, do todo ou parte desta obra, sem autorização expressa da autora sob pena de violação das Leis Brasileiras e Internacionais de Proteção aos Direitos de Propriedade Intelectual.