Maio - Um mês especial para todas as mulheres. [Luzia Couto]

Se aproxima o mês de maio, mês que antecede o dia das mães, e das noivas, onde o clima parece ficar mais romântico e festivo. As igrejas homenageiam Maria, a Mãe de Jesus. As coroações, os preparos das noivas, tudo é uma corrida contra o tempo. Os filhos se encarregam da compra dos presentes para as mães, outras crianças irão ensaiar os hinos que vão cantar coroando Maria.
Tudo se torna mais bonito nesta época parece tudo fluir para felicidade de muitos, as flores parecem sorrir á medida que as noivas se sentem nervosas durante as provas dos vestidos, na escolha dos arranjos florais que farão a ornamentação, na escolha do buquê, no cardápio e até nas lembranças que oferecerão aos convidados. As noivas ficam ansiosas, pois o tempo passa e o sonhado dia se aproxima, data que elas esperam que transcorra tudo na mais perfeita harmonia e paz.
Os filhos querem homenagear suas mães e para elas compram presentes, oferecem viagens, tudo de melhor. Lógico que para as mães o que conta mesmo é o carinho de seus filhos amados. Presente mesmo é vê-los sempre bem e felizes. Não existe presente melhor que o amor de seus rebentos e representa muito para qualquer mãe ter seus filhos sempre unidos e ao seu redor.
As igrejas católicas celebram o mês de Maria, mãe de Jesus, quando costuma-se ornamentar os altares com as mais belas e perfumadas flores. Em destaque está a imagem, bem no centro do altar. Crianças alegres, se vestem de virgens ou noivinhas e anjinhos, como costumam dizer. Ensaiam os mais belos hinos e as mães preparam suas filhinhas fazendo o melhor possível. Tudo é uma feito alegremente, desde os ensaios até a confecção das lembrancinhas oferecidas pelas coroantes aos convidados. Cada noite da semana, uma criança coroa a imagem e todas as outras cantam juntas. Suas vestes ficam lindas e os foguetes de lágrimas explodem colorindo o céu com seus seus efeitos em vários formatos . Elas vibram de felicidade e todos os convidados aplaudem em pé. Terminada a celebração da noite, todos se dirigem ás barraquinhas com comidas típicas locais que a crianças e adultos adoram. São churros, pastéis fritinhos na hora, doces saborosos, pipoca, cachorro quente, algodão doce e muito mais.

Texto escrito por Luzia Couto. Direitos Autorais Reservados a autora. Proibida a cópia, colagem, reprodução de qualquer natureza ou divulgação em qualquer meio, do todo ou parte desta obra, sem autorização expressa da autora sob pena de violação das Leis Brasileiras e Internacionais de Proteção aos Direitos de Propriedade Intelectual.