Breaking

Literatura | Conto | A historia de Ariele. [ luzia Couto ]

Ariele nasceu em Córrego da saudade, uma pequena cidade do interior do Pará, onde vivia com sua mãe e cinco irmãos. O pai sempre ausente, trabalhava em empreiteiras e por isso vivia viajando. Tudo que acontecia Ariele contava ao pai através de carta. Sua mãe dona Carmen é que tomava conta de tudo na velha casa. Havia muito trabalho a fazer, como cuidar das plantações e das criações. Dona Carmen alimentava a vaca, os cabritos, porcos, galinhas e o cavalo que puxava a velha charrete da família. Durante a semana trabalhavam duro para garantir o sustento. Dona Carmen ensinava os filhos a cuidar das plantas que tinham ao redor de casa, das fruteiras e da horta de onde tiravam o alimento.
A irmã mais velha é que dava as ordens aos mais novos, pois o único homem da casa, tinha apenas dois aninhos e era o xodó das meninas. Quando o dia raiava dona Carmen ia tratar das criações e tirar o leite da vaca, enquanto as duas filhas mais velhas iam para escola que distava quatro quilômetros da casa. Só retornavam pouco depois do meio-dia, quando almoçavam e descansavam um pouco, logo depois iam aos afazeres do quintal. Ariele por sua vez não gostava de cuidar da horta, preferia pegar um novelo de linha e tecer crochê e com as vendas das peças, ela conseguia um dinheirinho para comprar suas roupas. Garota vaidosa, gostava de perfumes e maquiagens. Seus sapatos eram todos de salto alto, apesar da pouca idade. Adorava vestir-se para sair nos fins de semana, no domingo à noite, quando se juntava a sua tia e primas para irem à missa na cidadezinha próxima. Diziam as primas: Como você consegue comprar suas roupas e sapatos e andar sempre tão bonita? Ela respondia: Eu gosto e quero, quando se quer, dá-se um jeito! Porém a irmã mais velha, estava sempre enciumada por não conseguir atrair tantos olhares quanto ela.
Sempre que podia Ariele se reunia com suas primas e a irmã para darem uma volta no jardim da pracinha da matriz. Uma noite depois da missa, elas foram para o costumeiro passeio e neste dia ela conheceu um rapaz que lhe interessou bastante. Ela, como toda adolescente, sonhava alto. Imaginava poder encontrar um amor que durasse para sempre. Conheceu o Jorge e logo apaixonou-se e quanto mais os dias passavam, mais apaixonada ela ficava, mas o rapaz só queria divertir-se, sem levar o relacionamento a sério. Como não tinha intimidades com a moça ele sumiu sem dar explicação. Isto fez Ariele sofrer muito, até chamar a atenção de sua mãe que percebeu a tristeza no olhar da filha, então ela perguntou-lhe: - Minha menina, você é sempre alegre, sorridente e vive cantarolando. Tenho reparado que está triste e nem ouve mais suas músicas preferidas. O que aconteceu? Ariele respondeu: - Mãe estou apaixonada. Sabe o moço de quem te falei? Não voltou na missa, sumiu e nem disse até logo. Sua mãe disse-lhe: Filha, não sofra antes do tempo. Você é muito jovem para sofrer por amor, deixe isto para a idade certa. As duas abraçaram-se e foram trabalhar.
Ainda envolta no sofrimento da desilusão amorosa, Ariele se recuperava quando seu pai retornou para casa. Arrogante e autoritário, chegara impondo regras e tratando as mulheres e crianças como se fosse proprietário delas. O sofrimento apenas começava, desta vez trazido pela conduta do pai sobre toda família, mas como Ariele era tinhosa, driblava o pai e ia na missa com a tia. Em uma destas escapadas seu pai a surpreendeu falando com um rapaz na praça. Segurando-a fortemente pelo braço, arrastou-a para casa enquanto dizia: - Filha minha não namora em rua, se quiser terá que ir em minha casa e pedi-la em namoro. Envergonhada ela chorou muito. As primas e irmãs riam e faziam comentários. Antes mesmo que chegasse em casa ela pensou: - Vou sair de casa e morar com minha avó. Conseguiu ir morar na fazenda com a avó. A mudança fez muito bem a moça, tudo estava indo muito bem. Ela adorava viver ali.
Agora ela era uma jovem responsável e admirada por todos na região, trabalhava na fazenda e saia todos os dias após o almoço para revender produtos de beleza e acessórios. Ariele tornou-se uma grande revendedora de produtos de beleza e roupas. 

Texto escrito por Luzia Couto. Direitos Autorais Reservados a autora. Proibida a cópia, colagem, reprodução de qualquer natureza ou divulgação em qualquer meio, do todo ou parte desta obra, sem autorização expressa da autora sob pena de violação das Leis Brasileiras e Internacionais de Proteção aos Direitos de Propriedade Intelectual. 

Busque por Tag

. desejo ardente # você sabia #2016 #a discussão das frutas #a distancia #a família que fazia pães. #a professora da zona rural #a viagem de Vitor #açucar #adrielli #água #ajuda #ajuda. #alimentação #amor #amor criança. #amor em família #amor forte #amor que morre #amor# essencia #amor#saudade #amores. #Artigo #aventura #aventura # no # bosque #aventuras #aventuras. #beleza #beleza. #beleza.#curiosidades. #bicarbonato #boas festas. #brasileira #buquê #buquê de rosas#e crisântemos.# #cabelos #cereais #céu sem estrelas #chá caseiro #chuva. #comportamento #Compositora #conto #contos #contos. #contos#historias#romances#aventuras#ficção #contos#historias#romances#aventuras#informação #contos#historias#romances#aventuras#informação. #contos#historias#romances#aventuras#informação#ficção #coração sofredor #coração solitário #corações #culinaria #curiosidade #curiosidades #curiosidades. #curiosidaes #diante do sol #dica #dicas #dicas #curiosidades #dicas. #dicas#culinária #doce olhar #Doiscaminhos #escritoraluziacouto #estrada. #ficção #ficção. #flores #flores. #fogodas paixões #folhas #guerras e paz #historia #historias #homenagem #incertezas #incertezasrazões #infância #informação #insônia #jardim. #lembranças #liberdade #limão. #litaratura #literartura #literatura #livros #luziacouto. #maio #maquiagem #maquiagem. #Maranhão #Maria #Matéria #mensagem #mesmo que eu peça #milagre #mulher #mulher. #Música #natal #natureza #nobre coração #noite #noivas#maria #o homem que dizia não acrediatr em Deus #olhos #onde mora a saudade #os olhos apaixonados #papel alumínio #pedras no caminho #pensamentos #pensamentos2 #pensando #poema #poesia #pratos #prosa #receita #receitas #receitas #dicas#culinária #reflexão #romance #romance. #romances #romances. #romances.. #rosa #roxa # orvalhada #rosas #roseiras em aquarela #saúde #saúde.#contos. #sementes #sentimentos #sol #solidariedade. #sonhos #tempo. #terceira idade #terra #tipicos#Minas #truque #truques #truques. #uso #verão #versos #vida #vinagre #você sabia #você sabia. #Vulcão A saga do heróico povo brasileiro Alegria no porvir Alimento Alimentos Amigo fiel Amigos amor Amor de aço Amor de vida Aos nossos leitores arte avenida brasil bienal do livro em Aracaju Blogosferas BlogUpp BlogUpp the best of world Bravo sertanejo Brazil Tony Casanova Brazilian Literature careteira de habilitação Choro da liberdade cnh Conto Conto A mala de Juca Pitão crônica cultura Descrição da vida Dica Dicas para leitores Esperança Estória etiquetas sociais para redes sociais Falsidade Ficção formula formula do amor Humor Indicados Informações úteis Isabella literartura literatura Mãe é assim Melhor blogosfera Meninos de Aracajú Menopausa Milho Minha cor minha flor Minha princesa encantada novela das nove o que eles precisam saber sobre elas opinião Perfeita Plumas da alma poema no limiar da primavera poesia Poet of Sergipe Por quem chora a vela Prosa qual imagem voce deixa de si mesmo Rosa do desejo Selma Mendonça será? Sonhos largados Telenovela avenida brasil Tempo Texto texto tudo começa no primeiro gole Valdira Figueiredo Egoismo Verso vida Voto o quarto poder